CINEPLEX: Anna Kendrick fala sobre o filme "Table 19" — Anna Kendrick Brasil
Anna Kendrick Brasil
Melhor fonte sobre a atriz Anna Kendrick

CINEPLEX: Anna Kendrick fala sobre o filme “Table 19”

Para promover o filme Table 19 – que estreia no início de março nos Estados Unidos -, Anna Kendrick concedeu uma entrevista por telefone para a edição de fevereiro da revista CINEPLEX. Nela, Kendrick fala um pouco sobre o filme, diretor Blitz e carreira. Leia a matéria traduzida pela Layana da equipe do AKBR:

Anna Kendrick lidera um elenco ralé e muito engraçado de atores cômicos em TABLE 19 – um filme sobre fazer o melhor que você pode mesmo sendo os convidados de casamento menos queridos.

Anna Kendrick tem tido uma boa carreira ultimamente. Estrelando com Ben Affleck no thriller do último outono “O CONTADOR”, provendo a voz principal – cantada e falada – ao surpreendentemente popular TROLLS, tendo publicado seu primeiro livro SCRAPPY LITTLE NOBODY, preparando para o terceiro filme na franquia campeã de bilheteria que ela estrela PITCH PERFECT

Então, parece um pouco injusto que Kendrick seja renegada à seção dos perdedores na sua última comedia, TABLE 19.

“Sempre terão as pessoas que você não quer no seu casamento, mas que você tem que convidar de qualquer forma”, a doce e irritável atriz/cantora de 31 anos nascida em Portland, Maine, comenta durante uma conversa de telefone.

“Esse filme é sobre todos eles em uma mesa”.

No filme, a personagem Eloise de Kendrick, deveria ter tido um lugar melhor para sentar no casamento de sua melhor amiga. Mas foi banida à mesa 19 – o grupo que deveria ter mandado suas desculpas e não ter comparecido – quando o irmão da noiva, e padrinho do noivo, termina com ela algumas semanas antes do evento. Ela vai assim mesmo e pode até mesmo ter uma noite bacana apesar da dispensa.

Fazer o filme foi uma situação bem mais feliz, pois reuniu Kendrick com o cineasta que a ajudou a fazer a transição de jovem fenômeno da Broadway (ela recebeu uma indicação ao Tony por uma produção de HIGH SOCIETY) para artista de cinema viável.

“TABLE 19 é dirigido por Jeffrey Blitz, quem me colocou no meu primeiro filme sindicalizado, chamado ROCKET SCIENCE”, ela diz, “Então, 10 anos depois nós conseguimos trabalhar juntos novamente. Ainda que o público geral não tenha visto ROCKET SCIENCE, muitos cineastas viram e essa é a razão que eu tenho uma carreira.”

“Todo diretor que eu trabalhei, particularmente, nos 05 anos que seguiram o filme faziam referência a ROCKET SCIENCE quando me contratavam. Eu consigo trabalhar hoje porque Jeff foi um sonho”.

Essa careira inclui uma performance nomeada ao Oscar (UP IN THE AIR), sólidas e de grandes estúdios (INTO THE WOODS e a saga CREPÚSCULO) e créditos independentes (ela é uma atriz regular no estilo improvisado dos dramas/comédias de autoria do veterano Joe Swanberg e TABLE 19 foi escrito e micro financiado pelos heróis do cinema Jay e Mark Duplass). Apenas no último ano, Kendrick apareceu em 05 estreias cinematográficas, algumas que já tinha sido feitas há muito tempo. Por causa disso, ela ironicamente se sente um pouquinho como uma ninguém.

“É engraçado, eu meio que sem querer me tornei uma grande viciada em trabalho nos anos recentes” Kendrick reconhece. “No último ano eu estava escrevendo meu livro e Pitch Perfect ficou mudando na agenda que eu acabei em um hiato obrigatório. Eu estava realmente preocupada que ia enlouquecer, porque eu normalmente faço cinco filmes por ano. Mas na verdade foi ótimo, então estou bem nervosa que vou me tornar uma eremita que apenas sai da toca quando precisar pagar o aluguel.”

“Eu acho que estou com a coceira de atuar de novo”, ela admite. “Tem sido divertido, no entanto, eu consigo limpar minha casa, o que foi ótimo para a parte com TOC do meu cérebro. Então, ter um pouco de tempo livre tem sido horrível e divertido”.

Kendrick pode se reconfortar no fato de que ela está novamente no radar das pessoas de uma forma grandiosa. E que ela pode ficar inquieta que alguns ainda podem não pensar muito nela.

“Um dia desses um amigo meu disse para mim, ‘Ah Meu Deus, você fez uma cara tão Poppy”, ela diz, fazendo referência ao seu desenho de princesa em Trolls. “Eu fiquei tipo, okay, o universo está de cabeça pra baixo. Poppy tem 15 cm, é rosa e coberta de pelugem, e você está me dizendo que eu pareço com a Poppy? Não é nem, oh, Poppy parece com você. Na vida real, eu estou fazendo uma cara Poppy”.

FONTE: Cineplex

Deixe um comentário

Visite nossa galeria