Anna fala de seu livro "Scrappy Little Nobody"
Anna Kendrick Brasil
Melhor fonte sobre a atriz Anna Kendrick

Anna fala de seu livro “Scrappy Little Nobody”

Cantora, atriz e agora autora de um livro, Anna Kendrick esteve no palco na sexta-feira, 18, a noite com a psicóloga e professora, Angela Duckworth. A noite foi cheia de risadas e motivações e também Penn certamente sentiu falta da Anna quando ela deixou o local.

A noite certamente começou com destaques. Não só pela audiência ter adorado após Duckworth falar sobre ser “Twi Prof” – se referindo ao filme Twilight, o qual Kendrick participa – e completou dizendo que ela viu todas as premieres dos filmes da Saga a meia noite.
A discussão passou então para falar sobre o livro de Anna, “Scrappy Little Nobody”, após Duckworth expressar o interesse em saber de onde Anna teve a ideia do título.
A parte “little” que significa “pequena” veio porque Kendrick não admitia sua altura (ela mede 1,57m) que é considerada “petit”. A parte “scrappy” veio de um apelido que um amigo deu a ela por ela trabalhar tanto para conseguiu um dos papéis mais desejados em Hollywood.
O “nobody” foi com relação a tentar homenagear a pessoas que se sentem às vezes uma “ninguém”, Kendrick diz. “Esse é o tipo de pessoa que você deve se espelhar. Essa é a pessoa que você deve homenagear.”
Kendrick dedicou seu livro ao seu irmão, o qual sempre a lembra como era a sua vida antes da fama.
A cantora lembra de seu irmão dizendo a ela, “você ainda é uma pessoa estranha – só que hoje em dia recebe mais emails”.
A conversa continua, falando agora de seu caminho até a mudança para Hollywood para realizar seu sonho de virar uma atriz. Kendrick falou como ficou nervosa em não ter um plano B enquanto todos os seus amigos na época estavam indo para a faculdade.
“Toda ligação que eu recebia de algum deles era como uma tortura porque eles estavam fazendo várias novas amizades e alguns deles já estavam participando até de equipes”, ela diz. “Eles tinham os próximos 4 anos já traçados enquanto eu ainda não sabia o que iria acontecer comigo.”
Contudo, Kendrick disse que alguns de seus amigos acabaram trancando a faculdade por não saberem se queriam aquilo, enquanto ela já estava sendo considerada a pessoa que teve a melhor ideia do que queria para sua vida.
Kendrick lembrou ainda para os estudantes da Penn que estavam na plateia para serem abertos e pacientes quando se trata de caminhos para seguir na vida.
“As coisas que demoram para acontecer, não significam que você merece menos” ela diz.
Esta mensagem certamente afetou muitos dos estudantes da Penn que estavam na plateia, como por exemplo, a estudante Hannah Harney.
“Eu sinto mesmo que as pessoas que já sabem o que querem, são sortudas de certa forma.” diz Harney. “Quando ela fala sobre como tinha aquele sentimento, mas mesmo assim se sentia totalmente perdida, é uma perspectiva que eu nunca havia pensado.”
Kendrick disse que pretende continuar a atuar e cantar até onde aguentar, e não porque ela sente que precisa provar alguma coisa.
“Eu quero ter certeza que a razão pela qual eu faço as coisas, é simplesmente porque amo o que faço e isso continua sendo minha parte criativa.”

Deixe um comentário

Visite nossa galeria